Área de Concentração: Sistemas de Computação

Esta área lida com ferramentas conceituais fundamentais para o projeto, modelagem e análise de sistemas de computação avançada. Sistemas de Computação são aqueles que automatizam ou apóiam a realização de atividades humanas através do processamento de informações. Dentro desta área de concentração, é dada uma maior ênfase de especialização em uma das suas quatro linhas de pesquisa definidas: Inteligência Artificial, Processamento de Imagens e Sinais, Computação Aplicada, Engenharia de Software e Redes de computadores e sistemas distribuídos.

 

Linhas de Pesquisa:


1. Inteligência Artificial

Inteligência Artificial é a área de estudo multidisciplinar cuja investigação central está na análise e desenvolvimento de sistemas computacionais inteligentes. Uma de suas principais subáreas é a de aprendizagem de máquina, que compreende técnicas estatísticas ou bioinspiradas na construção de modelos matemáticos a partir de dados. Dentre as principais classes de métodos, tem-se: redes neurais artificiais, computação evolucionária, lógica fuzzy e modelos gráficos probabilísticos. Aplicações podem ser encontradas nas mais diversas áreas, como medicina (auxílio ao diagnóstico médico), engenharia (robótica, visão computacional, sistemas dinâmicos), economia (séries temporais), entretenimento (sistemas de recomendação, jogos), etc.

 


2. Processamento de Imagens e Sinais

Esse linha de pesquisa abrange as metodologias de técnicas estatísticas de reconhecimento de padrões, análise multiescala e wavelets, morfologia matemática, projeções em conjuntos convexos e redes neurais. As aplicações têm sido voltadas à imagens médicas 2D e 3D (CT, MRI, raios-X, Ultrassom, Mamografia e Tomossíntese), microscopia, imagens faciais, visão computacional, sensoriamento remoto, robótica móvel, imagens agrícolas e outras aplicações específicas com imagens e sinais.

 


3. Computação Aplicada

Esta linha se concentra na aplicação da computação na educação, em sistemas de saúde, bem como o uso das ontologias como forma de representação de conhecimento sobre o mundo ou alguma parte deste. Ela abrange a educação e o desenvolvimento da tecnologia no âmbito de processos educacionais formais e não formais estudando principalmente temas relacionados a modelos de avaliação para EaD, processo ensino-aprendizagem para EaD e objetos de aprendizagem. No domínio da saúde esta linha tem como objetivo desenvolver pesquisa na aplicação da computação para integração das redes de serviço da saúde, a melhoria do acesso e da qualidade da atenção básica em saúde e a melhoria da qualidade da alimentação de dados e do uso dos sistemas de informação como ferramenta de gestão.

 


4. Engenharia de Software

Esta linha está em sintonia com as melhores práticas do desenvolvimento de software e geração de código a partir de especificações de alto nível. Realiza ainda pesquisas e experimentos na criação de metodologias, técnicas e ferramentas de forma a aprimorar todo o processo de construção de software e permitir que métricas possam ser descobertas e aplicadas, garantindo a qualidade do produto. Com um maior foco esta linha de pesquisa está concentrada no desenvolvimento de pesquisas nas áreas: Desenvolvimento de software para Sistemas Embarcados, Padrões de Projetos EaD, Agentes de Software, Paradigmas de Linguagens, Arquiteturas, Máquinas Virtuais, Desenvolvimento de Software para Computação Maciçamente Paralela, Engenharia de Software Distribuído e Engenharia de Software Orientada a Modelos.


5.Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos 

O objetivo principal desta linha é oferecer as habilidades necessárias para o desenvolvimento científico nas áreas de redes de computadores e sistemas distribuídos. Nos últimos anos, esta linha de pesquisa tem passado por grandes mudanças (novos paradigmas, ferramentas e métodos), oferecendo serviços por meio de dados e recursos compartilhados em aplicações e sistemas distribuídos geograficamente dispersos. O núcleo básico desses sistemas distribuídos é geralmente formado por uma combinação de algoritmos inteligentes em uma ou mais redes de computadores com fio e / ou sem fio, que vão desde redes intra-chip até redes de cidades inteligentes. Neste contexto, esta linha de pesquisa está concentrada nas seguintes áreas: Redes Veiculares (VANETs), Internet das Coisas (IoT), Redes em Malha, Redes Intra-Chip (NoC), Sistemas Ciber-físicos, Sistemas Multiprocessados em um único Chip (MPSoC), Modelagem e Análise de Sistemas Híbridos, Sistemas Distribuídos de Informação Geográfica, Sistemas de Apoio à Tomada de Decisões, Protocolos de Roteamento Geográfico, Redes de Sensores Sem Fio e Redes Definidas por Software.